Tratar os parasitas dos intestinos

Os parasitas nos intestinos são mais comuns em crianças pequenas, mas podem afectar também os adultos. Originários de maus hábitos alimentares, existem em muitos tipos diferentes, mas podem ser agrupados em três categorias: oxiúros, lombrigas (ascarídeos) ou ténias (também conhecidas como solitárias).

As plantas medicinais têm propriedades que ajudam à libertação destes parasitas (que se prendem às paredes intestinais por meio de ventosas), facilitando a sua expulsão do organismo.

Plantas medicinais para o tratamento de parasitas intestinais:

  • Abóbora – pevides frescas, secas ou cozinhadas
  • Abrótano-fêmea – infusão das sementes
  • Absinto – infusão de folhas
  • Alho – clisteres de alho, alho cru ou decocção dos dentes
  • Arando – curo de arandos
  • Artemísia – infusão de flores ou raiz
  • Carlina – decocção da raiz
  • Cebola – crua ou em sumo (fresco)
  • Erva-formigueira – infusão de folhas
  • Estragão – infusão das folhas ou essência
  • Feto-macho – pó ou extracto da raiz
  • Papaieira – látex com mel e água quente
  • Poejo – infusão concentrada
  • Quássia – clisteres com decocção da casca
  • Romã – pasta da casca e polpa
  • Tamarindeiro – infusão das folhas
  • Tanaceto – infusão de sementes e clisteres com infusão
  • Tomilho – infusão das flores ou essência