Tratar pedras nos rins

Popularmente conhecida como pedras nos rins, a urolitíase caracteriza-se pelo aparecimento de substâncias sólidas nos rins, chamadas cálculos. Estas substâncias, em circunstâncias normais, estão dissolvidas e são expelidas pela urina; as causas desta patologia são muito variáveis, desde a predisposição genética ou hereditariedade

A formação destes cálculos pode ocorrer em outros órgãos que não apenas os rins, como por exemplo na vesícula: habitualmente eles atravessam todo o sistema urinário, pelo que o local da formação não é tão importante assim, mas antes a sua eliminação.

As plantas medicinais têm sobretudo um efeito preventivo, indicadas para pessoas com historial ou predisposição para este problema. Nalguns casos poderão mesmo ter um efeito reactivo, ajudando a minimizar o sofrimento que os cálculos induzem, ou ainda dissolvendo-as.

Plantas medicinais para tratar a urolitíase:

  • Aljôfar – infusão das sementes e folhas
  • Arenária – decocção
  • Bétula – infusão das folhas
  • Cardo-corredor – infusão da raiz
  • Cavalinha – decocção ou sumo fresco
  • Cebola – crua, cozida, assada ou em sumo fresco
  • Cenoura – raiz crua ou sumo fresco
  • Gatunha – decocção
  • Gilbarbeira – decocção da raiz ou do rizoma
  • Granza – decocção da raiz
  • Limoeiro – sumo fresco
  • Maçã – crua, assada, cozida ou em sumo fresco
  • Maíz – infusão
  • Morango – cura
  • Primavera – infusão das flores
  • Quaresmas – infusão ou decocção
  • Ulmeira – infusão das flores
  • Urtiga-maior – sumo fresco ou infusão