Error message

  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 206 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 213 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 218 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 218 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 218 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 218 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 218 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
  • Notice: Array to string conversion in views_plugin_cache->gather_headers() (line 218 of /home/bt/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_cache.inc).
 

Geoterapia: a cura que vem da terra

Fonte de água e de alimentos, a terra é ainda rica em minerais e metais, cujas propriedades terapêuticas são amplamente utilizadas na Geoterapia – técnica natural que recorre principalmente à argila, ao barro, às pedras e aos cristais para tratar perturbações físicas e emocionais, restabelecendo o equilíbrio nato do corpo e da mente. Uma cura que está literalmente aos nossos pés…

Uma história milenar

Como grande parte da medicina natural e alternativa, também a Geoterapia existe há milhares de anos, sendo amplamente utilizada tanto por antigos curandeiros como por médicos prestigiados. Há séculos que os povos mais antigos do mundo se servem da argila para combater epidemias e doenças infecciosas. Nas páginas da história escreve-se que a civilização egípcia recorria à argila por dois importantes motivos: preservação dos alimentos animais e elemento essencial no processo de embalsamento das múmias. A argila era ainda muito popular no quotidiano dos japoneses que também se serviam dela para conservar alimentos durante anos a fio, incluindo ovos! Os vietnamitas e coreanos são conhecidos pelos seus banhos de argila, recomendados para tratar queimaduras e muito utilizados para aliviar as dores dos combates (principalmente durante as duas guerras travadas contra os Estados Unidos) com resultados espantosos que deixavam poucas ou nenhumas cicatrizes.

Um poder real

Aos costumes e tradições antigas, juntaram-se os estudos teóricos e práticos da ciência e eis algumas das suas descobertas mais surpreendentes: as características terapêuticas da argila, barro, pedras e cristais são determinadas pela sua composição química e geológica, cada uma muito específica, uma vez que o solo é invariavelmente influenciado por vários factores. Um dos estudos mais relevantes na área foi efectuado por duas universidades canadianas e provou que algumas das substâncias químicas encontradas na terra eram directamente responsáveis pela cura e restauração do tecido celular humano – a argila revelou-se um anti-inflamatório, anti-séptico e cicatrizante 100% natural.

3 tipos de energia

Os estudos levados a cabo pelos investigadores canadianos foram ainda mais longe ao revelarem que a argila continha ainda uma actividade atómica e magnética muito significativa. Os cientistas russos aprofundaram essas descobertas, explicando que a argila, ao beneficiar de uma exposição solar constante e directa, recebe daí as suas energias curativas e regeneradoras. Para além da energia solar, existem mais dois tipos de energia presente na terra: a energia magnética (aquela determinada pelo campo magnético vibratório do planeta e que confere à terra uma força espantosa, presente até na argila seca e no barro); e a energia estrutural (muito própria da terra, é influenciada pela região, tipo de solo, formação geológica, idade das camadas, idade do solo, clima, resíduos vulcânicos, existência de poluentes ou não).

Os minerais em acção

Na Geoterapia, é a composição química da terra que encerra todos estes poderes curativos e os minerais actuam de forma vitalizadora, restabelecendo o funcionamento pleno do organismo e devolvendo-lhe o bem-estar natural. A par com o alumínio, ferro, cálcio, sódio, potássio e titânio, alguns dos minerais mais comuns incluem:

  • Magnésio: tem mais de 300 funções no corpo humano, actuando eficazmente contra doenças circulatórias, cardíacas, de rins, do aparelho digestivo, diabetes, osteoporose, disfunções sexuais, próstata, obstipação, artrite, asma, Alzheimer, cancro, alcoolismo e depressão.
  • Sílica: recomendado para tratamento de perturbações relacionadas com os sistemas respiratório, nervoso, vascular e ossos; também tem um papel importante no que toca ao fortalecimento de dentes e unhas, sendo ainda responsável pela suavidade do cabelo.
  • Zinco: utilizado em pessoas que demonstram um desenvolvimento de ossos ou sexual atrasado, mas também em casos de falta de energia, proteína e subnutrição.  
  • Cobre: é habitualmente utilizado para combater problemas de ossos (incluindo a osteoporose) e vasculares, assim como a hipopigmentação da pele e cabelo.
  • Manganês: aplicado em casos de desenvolvimento corporal deficitário, anomalias de ossos e problemas relacionados com o sistema reprodutivo.
  • Crómio: estimula o metabolismo.

Aplicações várias

Na prática, a Geoterapia é aplicada de diversas formas, sendo os seguintes métodos os mais utilizados. Em todos os casos, a mistura composta para um tratamento é utilizada apenas uma vez e depois deitada fora. Para além disso, e tendo em conta que a Geoterapia elimina toxinas e líquidos intracelulares, que são substituídos por minerais essenciais, deve ingerir muita água após um tratamento, para garantir a hidratação do corpo.

  • A argila é aplicada directamente sobre a pele no seu estado mais puro, sendo coberta por um pano e mantida assim até secar por completo. Este método é muito utilizado no tratamento de dores musculares, entorses, reumatismo e artrite. Se for aplicada na zona do peito, fígado, rins, estômago ou útero, deve ser feito duas horas antes ou depois de uma refeição.
  • A Geoterapia é ainda administrada em forma de compressa e, embora tenha os mesmos objectivos e fins da aplicação directa (mencionada acima), a sua composição é diferente porque é diluída em água, sendo assim menos consistente.
  • O banho de lama é igualmente utilizado e, sendo preparado numa banheira específica, requer uma imersão que dure entre 20 e 30 minutos. Em alternativa o preparado pode ser espalhado por todo o corpo, onde permanece até endurecer. Estes banhos são especialmente indicados para eliminar toxinas nocivas do corpo, para aliviar situações de stress, tensão e perturbações relacionadas com o sistema nervoso.

Pedras e cristais

Merecendo um estudo próprio, as pedras e cristais utilizados na Geoterapia estão igualmente dotadas de energias benéficas para o corpo humano, até porque estes (que também são frutos da terra) têm o poder de receber, conter e reflectir luz – a energia mais poderosa que existe. A energia encontrada nas pedras e cristais – composta por elementos naturais e raios vibracionais – varia muito, o que implica que a sua escolha deve ser feita tendo em conta a sua cor, forma, luz e, claro, a atracção que sente pela mesma. Muitas vezes, a escolha da pedra é feita conforme o seu signo zodíaco. Independentemente das pedras, a realidade é que quando estas estão em contacto directo com o corpo têm o poder de desbloquear e alinhar os 7 chakras, ou centros de energia, que cada pessoa possui. São frequentemente utilizadas em sessões de meditação e de visualização.

A Geoterapia e outras terapêuticas

Com a evolução do conhecimento e das experiências efectuadas em torno desta especialidade da medicina natural, a Geoterapia passou a ser cada vez mais utilizada em conjunto com outras práticas terapêuticas – harmonização e equilíbrio dos chakras, cristalopuntura, auriculoterapia, reflexologia (podal, quiro e auricular) e visualizações criativas – assim como em tratamentos estéticos e de spa, nomeadamente a muito popular massagem de pedras quentes.

A sua votação: 
Average: 4.3 (100 votos)