Como emagrecer com aromaterapia

Aromatizador

A aromaterapia pertence à extensa lista de terapêuticas complementares que, ao longo dos últimos tempos, foram ganhando cada vez mais adeptos no âmbito da medicina alternativa. Promete diminuir o stress, ajudar a cuidar da saúde de modo geral e até ajudar a perder aqueles quilinhos a mais. Mas afinal em que se baseia esta terapia e quem pode recorrer a ela? Poderá a aromaterapia ajudar verdadeiramente quem pretende emagrecer?

A relação da aromaterapia com os alimentos

A aromaterapia é uma técnica antiga que, tal como o nome sugere, serve-se de óleos essenciais provenientes das plantas para ajudar a manter e melhorar a saúde. A técnica baseia-se no conceito que indica que muitos de nós respiramos de forma acelerada, o que aumenta a ansiedade, assim como a necessidade de alimentação. Consequentemente, isso fará com que se tenha tendência para comer mais e de forma menos adequada, o que, para muitos, é sinónimo de ganhar peso extra. O objetivo da aromaterapia é, pois, acalmar as necessidades do organismo e do cérebro humano, reequilibrando as emoções vividas pelo indivíduo. Para fazê-lo, socorre-se de óleos que são extraídos de raízes, folhas, flores e frutas de determinadas espécies de plantas, conhecidas como plantas medicinais. Esses óleos essenciais são depois destilados em vapor e utilizados nas terapias.

Óleos essenciais na dieta

São mais de 150 os óleos essenciais que são usados pela aromaterapia e estes só devem ser utilizados após uma recomendação por parte de um terapeuta da área, pois, cada óleo essencial tem uma função diferente e é importante que se use o óleo certo, para o problema certo. Alguns dos óleos essenciais mais conhecidos são os de alecrim, camomila, canela, alfazema, menta e jasmim. Existem várias formas de fazer uso destes óleos essenciais: podem ser aplicados na pele, através de compressas ou massagens; podem ser inalados ou vaporizados no ambiente; colocados na água do banho ou, ainda, utilizados no creme hidratante, champô ou gel de banho. O número de utilizações depende da situação e dos resultados que o paciente espera. Apesar de deverem ser recomendados ou receitados por um terapeuta, os óleos essenciais podem ser comprados em farmácias ou em lojas de produtos naturais.

Terapia alternativa de emagrecimento

Face à ineficácia de outras soluções e impelidas pela vontade de emagrecer de forma rápida, muitas pessoas recorrem atualmente à medicina não convencional. Procuram a fórmula perfeita para perder os quilos extra. Devido à inexistência de resultados oficiais, muitos especialistas duvidam da capacidade da aromaterapia realmente ajudar em processos de emagrecimento mas, quem já experimentou, recomenda e garante que os resultados saltam à vista.

Afinal, a aromaterapia emagrece?

A verdade é que a aromaterapia é justamente uma das terapêuticas alternativas mais procuradas para planos de emagrecimento. Garantem os peritos que esta terapia dos aromas, não só ajuda a emagrecer, como faz muito mais do que isso. Poderá contribuir para a melhoria geral da saúde, diminuir os níveis de ansiedade e trazer um maior equilíbrio e bem-estar. Naturalmente, tudo isso irá fazer com que seja capaz de seguir uma dieta e plano de exercício físico de modo mais regrado e com melhores resultados. A aromaterapia pode, então, representar um valioso auxílio para quem está à procura de emagrecer.

Como?

Frequentemente, quem está a fazer uma dieta acaba por comer “o que não deve”. Fá-lo porque se sente ansioso, nervoso, pela enorme vontade que tem de “quebrar as regras” ou pelo simples fato de estar habituado a “petiscar” entre as refeições. A aromaterapia poderá, então, permitir ao indivíduo encontrar o equilíbrio necessário para que isto não aconteça. Significa isto que, com o auxílio desta terapia, o seu organismo não irá “reclamar” tal tipo de necessidades. Como tal, não só será mais fácil seguir a dieta, como ela terá também mais sucesso e de forma mais rápida.

Não acredita?

Muitas pessoas testemunham perdas entre os 10 e os 20 quilos, referindo que, sem a ajuda da aromaterapia tal feito teria sido impossível de alcançar. A maioria dos pacientes garante ter-se sentido melhor e mais calmo com recurso aos óleos essenciais. Contudo, é preciso notar que a aromaterapia é mesmo isto: apenas uma ajuda. Esta terapêutica não promete uma perda de peso repentina e milagrosa, mas sim ajudar no seu processo de emagrecimento. Que quer isto dizer? Para conseguir resultados efetivos, além de recorrer a um terapeuta que lhe recomende a fórmula certa e os óleos essenciais mais adequados ao seu caso, deverá rever a sua alimentação e, principalmente, introduzir ou intensificar o exercício físico no seu dia-a-dia. O ideal será consultar, simultaneamente, um nutricionista que ajude a traçar um plano de perda de peso adequado.

O que fazer para emagrecer com aromaterapia?

Poderá servir-se de diferentes óleos essenciais, consoante a situação e as necessidades que mais se adequam a si. Quando iniciam uma dieta, muitas pessoas sentem-se ansiosas e receosas, temendo não conseguir cumprir os objetivos traçados. Se for este o caso, a aromaterapia sugere que experimente diluir 10 gotas de óleo de tangerina em alguma água. Depois, mantenha a solução sempre por perto ou, em alternativa, coloque algumas gotas na sua roupa como se de um perfume se tratasse. O aroma deste óleo essencial irá atingir o sistema límbico, onde se localiza o hipotálamo, responsável pelas emoções que sente. Desse modo, sentir-se-á mais calmo e o próprio organismo reagirá melhor às alterações alimentares. Outras formas de emagrecer com aromaterapia incluem:

  • Numa fase inicial, muito mais do que ansiosas, algumas pessoas manifestam mesmo um certo nervosismo ou irritabilidade. Para estes sintomas, existem duas soluções: colocar 2 gotas de óleo de jasmim na testa e nos punhos, 1 a 2 vezes ao dia, fazendo uma suave massagem aquando da aplicação. Simultaneamente, ou em alternativa, experimente esconder na sua almofada uma pequena bola de algodão embebida em óleo essencial de lavanda. Isto irá ajudar a regular o sono, o que é importantíssimo, pois, se não descansar devidamente não conseguirá perder peso.
  • Apetece-lhe comer doces? Este é um problema que acontece a muitos, sobretudo quando estamos de dieta. Para controlar esta vontade, dilua 10 gotas de essência de salva em água e mantenha a solução consigo.
  • Muitas pessoas têm dificuldade em emagrecer porque estão habituadas a “petiscar” entre as refeições. Este é um hábito que dificilmente se perde sem ajuda. Prepare, então, uma espécie de chá com tília e erva-cidreira. Traga-o consigo e beba sempre que sentir essa vontade. Para facilitar ainda mais, aromatize a sua casa e o seu local de trabalho com essência de erva-doce. Este aroma fará com que tenha uma sensação de saciedade constante.
  • Se é daquelas pessoas que sente fome durante a noite, a aromaterapia também tem a solução perfeita para si: antes de se deitar, relaxe num banho preparado com algumas gotas de óleo essencial de lavanda.
  • Está de dieta e sente ainda mais fome do que antes? Pulverize a sua casa e o local onde trabalha com óleo essencial de laranja doce e verbana. Repita diariamente.
  • Para ajudar o organismo a queimar as gorduras localizadas faça, de tempos a tempos, uma massagem com óleo essencial de gergelim e limão Tahiti. Uma vez por semana, substitua o limão pela erva-doce, juntamente com o óleo essencial de gergelim. Esta massagem irá ajudar a tonificar e modelar o corpo.
  • Alguns especialistas recomendam também, para efeitos de emagrecimento e redução de ansiedade, os óleos essenciais de patchouli, bergamota e ylang ylang.
  • O importante mesmo é que, no momento de compra, verifique se o produto é realmente puro, isto é, se não sofreu nenhuma manipulação sintética. Só assim conseguirá os resultados esperados e alcançará o efeito desejado no organismo, no menor espaço de tempo.

Cuidados e Contraindicações

Estas indicações de uso e aplicação de óleos essenciais para perder peso, não dispensam a consulta de um terapeuta ou especialista. Crianças, gestantes e pessoas com problemas de pressão alta, epilepsia e doenças crónicas não podem mesmo iniciar um tratamento de aromaterapia sem consultar previamente o seu médico. Mesmo sendo perfeitamente saudável, se manifestar alguma reação alérgica, suspenda a utilização de imediato.

A sua votação: 
Average: 4.1 (13 votos)